faz favor de não existir

é simples.

na negação da emoção que não quero sentir, acabo por mergulhar o meu inconsciente na problemática sendo um esforço fútil na condução de um “eu melhor”… – emoções dolorosas são mais poderosas se não forem chamadas por mim, se estão independentemente de querer que estejam.

sonhei que te pedia para te afastares – de vez

literalmente disse “faz de conta que não existes se faz favor” e virei costas.

continuaste a existir mas eu sentia-me um pouco melhor – ?!

agora carrego o sentimento amplificado de um transtorno que não sei resolver e que está mais imbuído no que sou do que quando me deixava regular pelos impulsos.

f**a-se

stoicism would be rather useful if purposefully lived with success… 
there is no balance up to this point in my life and dire consequences come from this rabbit hole that is acting out on every emotion.

Leave a Reply

Your email address will not be published.